Instituto MissionárioInstituto Missionário

Notícias › 15/04/2021

BREVE HISTÓRICO

A Comissão de Justiça, Paz e a Integridade da Criação (JuPIC) tem as suas raízes no magistério da doutrina social da Igreja desde a Rerum Novarum em 1891. Entretanto, seu principal embasamento está na Constituição Pastoral Gaudium et Spes onde “…considera como mais oportuno que um organismo da Igreja universal seja configurado de modo que tanto a justiça e o amor de Cristo para com os pobres pode ser desenvolvida em todos os lugares”. (1965, n. 90).

Depois do Concílio Vaticano II, sínodos, encíclicas sociais, documentos episcopais, foram desenvolvidos com uma preocupação especial pelo progresso integral dos povos e do seu bem-estar social e ambiental. O papa Paulo VI instituiu em janeiro de 1967 a comissão pontifícia “Justiça e Paz”, como desejava o documento conciliar em seu número 90: sua missão é “… manter os olhos da Igreja abertos, o coração sensível e a mão pronta para a obra de caridade que ela está chamada a realizar com o mundo, com o objetivo de promover o progresso dos povos mais pobres e favorecer a justiça social entre as nações” (GS). O Sínodo sobre a Justiça no Mundo, por exemplo, declarou que “A ação em prol da justiça e a participação na transformação do mundo aparecem plenamente para nós … como uma dimensão constitutiva da pregação do Evangelho” (1971, n. 6). No ano de 1982, a União dos Superiores Gerais e a União Internacional das Superioras Gerais (USG-UISG), incentivaram as congregações religiosas, cada uma de acordo com o seu próprio carisma, a criar suas respectivas comissões, para se chegar a uma maior consciência, à uma análise mais clara e à uma ação realmente eficaz[1]. Esta valoriza a colaboração e partilha, a participação e comunicação, e está comprometida com a contínua aprendizagem através do ver, do refletir e do agir. Atualmente a Comissão Pontifícia de Justiça e Paz tem uma nova denominação desde o ano de 2016: o dicastério para o Serviço da Promoção Humana Integral[2].

 O QUE É A COMISSÃO DE JUSTIÇA, PAZ E INTEGRIDADE DA CRIAÇÃO

Resumindo, é uma maneira de servir aos mais necessitados atuando na defesa da justiça, paz e integridade da criação, através do cuidado com as pessoas e com a casa comum.

NOSSAS PROPOSTAS E PROJETOS

Após algumas reuniões presenciais e online, esquematizamos alguns pontos para serem trabalhados em 2021 e 2022. Levamos em conta essa situação que a pandemia da COVID-19 nos impõem e aproveitamos para retirar dela reflexões que possam nos mostrar novas maneiras de trabalhar em prol do Reino.

  • Diretório para a JuPIC visando nosso carisma e espiritualidade: como MSC, o que fazemos de concreto para propiciar vida digna e promoção social dos mais necessitados? Nesse intuito, o diretório ajudar-nos-á a ter um direcionamento para nossas discussões e trabalhos, desde a formação inicial até o apostolado permanente em nossas paróquias e comunidades. Tendo em vista que nossa família CHEVALIER também é composta por leigos e religiosas (FDNSC), propomos, futuramente, uma interação com todos os ramos para melhor integração e interação.
  • Partilhar esse conteúdo com as casas de formação: queremos despertar desde cedo em nossos jovens aspirantes a vida religiosa, o ardor missionário pelos mais pobres. Por isso, serão propostos alguns temas referentes a JuPIC para serem trabalhados ao longo das etapas de formação (propedêutico e postulantado), tendo em vista que ao chegarem ao juniorato, os temas, até então, trabalhados de maneira introdutória e, na maioria das vezes, teórica, serão colocados em prática, já que a casa de teologia a partir do ano de 2021 tem como foco o apostolado em obras sociais, caritativas e de promoção humana. Debate, formação de uma consciência mais humana e, sobretudo, a tomada de consciência sobre as formas de desigualdades e intolerâncias que sobrevivem no mundo de hoje, são as principais metas.
  • Divulgar os trabalhos e propostas da JuPIC para todos os confrades. Muitas vezes, perdemos a oportunidade de divulgar ou apresentar trabalhos que possam acrescentar ao nosso corpo provincial, portanto, queremos manter informativos periódicos para que todos conheçam mais sobre esse trabalho e consigam contribuir conosco nessa missão.
  • Ao divulgar aos confrades as propostas, almejamos que, paulatinamente, pequenos grupos ou comissões surjam nas paróquias, colégios e áreas missionárias, cada um dentro do seu contexto. Para isso, enviaremos temas e propostas aos setores de nossa província para que sejam debatidos nas reuniões presenciais e/ou online, afim de que as reflexões vindas dos setores contribuam para nosso enriquecimento e crescimento.

Esperamos que os trabalhos deste semestre sejam proveitosos e possam agregar ainda mais a nossa província.

Amado Seja!

COMISSÃO JuPIC


[1] Disponível em: < http://www.internationalunionsuperiorsgeneral.org/pt-pt/missao/justica-e-paz/>. Acesso em: 18/02/2021

[2] Disponível em: <https://crbnacional.org.br/jpic/>. Acesso em: 18/02/2021.

 

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.

X